Idioma:

domingo, 19 de janeiro de 2020

Harmonizando o passado- Vitalizando o presente


Se vivermos para odiar o nosso passado, jamais viveremos plenamente a alegria do presente.
Enquanto passagens, imagens, situações passadas preencherem nossa mente o novo não acontecerá.
O que vivemos em nossa vida é o somatório de encarnações passadas.
Assim é a lei, ação e reação.
Nem certo e nem errado, apenas limpando um passado mais remoto.
Baseado na lei de que Deus é justo, imparcial, apenas compensamos com a finalidade da evolução maior.
Quem são esses personagens que chegaram e que não temos afinidade nesta vida.... Justa compensação.
Como os fantasmas poderão se despedir finalmente para que possamos atuar com alegria e plenitude.....
Apenas com a lei da neutralidade poderemos construir um sentido positivo.
E o que é a lei da neutralidade....
Quando conseguimos não sentir nem indignação e nem resignação diante das situações.
Quando conseguimos entender o nível evolutivo de pessoas que estão em nosso caminho nesse desnível.
Quando acontecem brigas, demandas espirituais é quando ainda não entendemos o motivo desse enredo. Então, a solução é soltar, entregar, libertar, sabendo que a justiça sempre se fará.
Para nós terrenos, ainda é difícil compreender essa justa compensação.
Certamente, libertando pessoas de nossa vida e mente estaremos plantando boas sementes para nosso presente, pois é o Universo que dá o encaminhamento da evolução, a lei é justa, imparcial, e a justiça jamais acontece entre humanos.
Humanos não podem aplicar leis divinas a outros humanos, isso diferencia a lei dos humanos para situações mundanas, porém para desenlaces cármicos não temos esse poder.
Para a evolução do Criador não existe esse tempo cronológico e para Ele, todos têm a possibilidade da evolução, cada um a seu tempo.
Libertando a ideia de criar justiça divina estaremos certamente dando um passo evolutivo muito grande nesse atual momento terreno.
Necessitamos entender nossa vida na eternidade. Não há apenas o “eu” de agora. Existem muitos “eus” com virtudes e falhas que se somam a esse “eu” atual.
Desprendidos e confiantes na eternidade, libertando tudo e todos certamente estaremos também libertando nossos “eus” pregressos.
Assim é a vida, um ir e vir. Pessoas chegam e partem. Clãs se montam e desmontam. Cenários se alternam e o único movimento possível para o ser humano é o desenvolvimento do amor maior.
Aquele que não se prende a laços terrenos, aquele que crê que tudo é Amor e caminha para a Evolução Maior.
Cito agora uma essência floral do Dr. Bach que auxilia o processo de despedida de mágoas do passado:
Com respeito ao remédio Honeysuckle, o Dr. Bach escreveu: 
"Trata-se do medicamento para se remover da mente as penas e as dores do passado, para neutralizar todas as influências, todos os anseios e desejos do passado, devolvendo-nos ao presente.


                                                                        
 
                                            Márcia Figueiredo
                                            Terapeuta Floral
                                               19.01.2020